- Clique no play para ouvir está notícia -


12/04/2016 - 22:55 - O Ministério da Saúde confirmou 1.113 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, entre outubro do ano passado e o último dia 9, em mais de 400 municípios brasileiros. As informações são da Agência Brasil.
Os dados fazem parte do boletim epidemiológico divulgado nessa terça-feira. Ao todo, 7.015 casos suspeitos foram notificados e mais de 2 mil, descartados. 3.836 ainda estão em investigação.
Entre os casos confirmados, em 189 deles, as mães tiveram confirmação laboratorial para o vírus zika. No entanto, o Ministério da Saúde considera que esse número é bem maior e corresponde à maior parte das mais de mil mulheres que deram à luz bebês com microcefalia.
Esses 1.113 casos confirmados ocorreram em vinte e duas unidades da federação. Só não houve registro nos estados do Acre, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins. Pelo menos 50 crianças morreram por complicações decorrentes da microcefalia e outras 155 mortes ainda são investigadas.O Ministério da Saúde orienta que as gestantes adotem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros. Recomenda ainda se protegerem da exposição a mosquitos, mantendo portas e janelas fechadas ou com telas, usarem calça e camisa de manga comprida e utilizarem repelentes permitidos para grávidas.

Problema com áudio?

Gostou?


Deixe um comentário (Conta Facebook)