NÃO, A RÁDIO TUPI NÃO FOI VENDIDA.
Segunda-feira, 09/01/2017 às 22:21 - Lamentamos muito por este erro. Um equívoco que resultou em falha na comunicação entre alguns diretores e a equipe de mídia e notícias do nosso sindicato. Portanto, vamos deixar bem claro o que está acontecendo: As informações são do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro.
CONFIRMADO! Super Rádio Tupi Foi Vendida E Provavelmente Pode Mudar De Nome
Estamos em greve pelo pagamento de salários atrasados de todos os funcionários da Rádio Tupi, e não para "escolher patrão". O objetivo da greve não é a venda da emissora ou não. Acontece que, ao longo do processo de greve, fomos procurados por sócios minoritários da rádio que apresentaram condições financeiras de pagar estas dívidas e estavam interessadas em comprar as ações majoritárias da Tupi (especificamente do grupo "Diários Associados", dono da emissora). Uma dessas pessoas foi sim o empresário Paulo Abreu (cuja negociação está em andamento, mas ainda não possui nenhuma garantia), porém há outras propostas de terceiros interessados na compra, e até donos atuais dispostos a tentar resolver o problema. NENHUM PAPEL FOI ASSINADO AINDA.


A ansiedade de quase 200 famílias esperando uma resposta que garanta seu futuro, que devolva seus salários para poder pagar suas contas, está impregnada em nós, que acompanhamos tão de perto essa luta. Essa conexão nos dá força para continuar na luta, que tem avançado muito, mas todos precisamos ter cuidado para não sermos levados por qualquer fragilidade, e nos manter firmes e céticos!.

Problema com áudio?




Postagem relacionada


Deixe um comentário (Conta Facebook)